Auxílio emergencial: prazo para contestação acaba em três dias; Veja como fazer

Matérias Oficiais(+10% Clicks) - Beatriz 22/07/2021 Relatar Quero comentar
 
Olá pessoal! 

Siga para saber todas as notícias e muito mais em primeira mão! Se gostou das notícias, não esquece de compartilhar com seu amigos.

O auxílio emergencial  é um benefício instituído no Brasil pela Lei de nº 13.982/2020, que previu o repasse de 600 reais mensais a trabalhadores informais e de baixa renda, microempreendedores individuais e também contribuintes individuais do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

O objetivo do auxílio foi mitigar os impactos econômicos causados pela Pandemia de COVID-19 no Brasil.

Mais um novo prazo foi liberado para contestação do auxílio emergencial 2021. E o prazo já está se encerrando – termina no sábado (24).

Pedidos para contestar a negativa podem ser feitos então até ás 23h59 do sábado (24). Quem perder este prazo pode ter dificuldades para contestar a decisão e receber os valores.

Por isso, fique atento e conteste a decisão o quando antes, caso tenha tido o benefício negado.

O cancelamento do auxílio emergencial pode ocorrer em qualquer mês, uma vez que o Ministério da Cidadania, em conjunto com o Dataprev, realiza uma revisão a cada nova parcela.

A medida pretende impedir que pessoas que deixaram de fazer parte do grupo que tem direito ao auxílio emergencial recebam os valores indevidamente.

Qual o valor e número de parcelas do Auxílio 2021?

Entre muitas discussões e críticas sobre qual seria o valor, datas para saque do auxílio emergencial e número de parcelas adequadas o governo já está iniciando o calendário da 4ª parcela.

Ao todo serão quatro parcelas, com valores que podem variar de R$ 150 a R$375. Veja:

Auxílio emergencial

No ano de 2020, o auxílio começou a ser pago no mês de abril, no valor de R$ 600,00 (seiscentos reais), e foi até o mês de dezembro. O valor estimado empreendido pelo Governo para o pagamento do auxílio naquele ano foi de R$ 322 bilhões.

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário
Você pode gostar