Namorados na juventude, casal se reencontra após 70 anos e se casa em abrigo de idosos: “um final feliz”.

Matérias Oficiais(+10% Clicks) - Beatriz 15/01/2021 Relatar Quero comentar
 
Olá pessoal! 

Siga para saber todas as notícias e muito mais em primeira mão! Se gostou das notícias, não esquece de compartilhar com seu amigos.

A história de Florence Harvey e Fred Paul aconteceu no Canadá. Os dois se conheceram na adolescência e chegaram a namorar, mas, com o passar do tempo, Fred precisou se mudar de cidade para trabalhar.

E tempos depois, quando voltou para sua terra natal, Florence não estava mais na região. Ela e a família tinham se mudado.

Quando o destino dita as regras, não tem como fugir. Esse foi o caso do casal que se conheceu na adolescência e que foi separado pela vida por décadas, mas se reencontram e finalmente se casaram.

Eis que em 2020, o ano mais difícil de nossas vidas, durante a pandemia do coronavírus Fred e Florence se reencontraram em 2019 e estão casados desde agosto do ano passado.

Agora viúvos, os dois decidiram se apoiar como velhos-jovens apaixonados.

68 anos os separam, mas não foram suficientes para destruir o amor que sentiam um pelo outro.

Na adolescência em Wandsworth, uma pequena cidade na província de Newfoundland e Labrador, Canadá.

Fred Paul e Florence Harvey, iam a igreja e faziam praticamente tudo juntos, entre beijos, aulas e shows o amor foi crescendo a cada dia. Eles foram namorados por dois anos.

Paul conta que acendia a luz da varanda antes de ir para a cama. Era sua maneira de desejar a Harvey, que morava do outro lado da baía, uma boa noite e de dizer que a amava.

“Ela foi meu primeiro amor. Minha primeira namorada e meu primeiro amor verdadeiro”, disse Paul, agora com 84 anos, à CNN.

Quando a vida os separou

Aos 18 anos, Paul se mudou para Toronto a trabalho, e Harley só tinha 15 anos, não pode acompanhá-lo. Tempos depois quando Paul voltou a procurá-la, Harvey tinha se mudado para outra cidade. Os dois acabaram se casando com outras pessoas e formaram outras famílias.

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário
Você pode gostar