Erika Januza diz que 14 anos de diferença não atrapalha seu relacionamento com Juan Nakamura

Matérias Oficiais(+10% Clicks) - Beatriz 02/07/2021 Relatar Quero comentar
 
Olá pessoal! 

Siga para saber todas as notícias e muito mais em primeira mão! Se gostou das notícias, não esquece de compartilhar com seu amigos.

Erika Januza da Trindade Gomes (Contagem, 7 de maio de 1985) é uma atriz e modelo brasileira. Iniciou sua carreira como atriz em 2012, protagonizando a minissérie Suburbia.

Nascida e criada em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, Erika veio de uma família humilde. Quando tinha 19 anos seu pai faleceu, o que a deixou bastante deprimida.

Durante o período, um de seus alívios foi o teatro, além da psicoterapia. 

Nesta quarta-feira (30), a atriz Erika Januza foi convidada para participar de uma entrevista para o jornal O Globo, e falou sobre seu relacionamento com o filho de Carol Nakamura.

A atriz contou que jamais imaginou que se apaixonaria por uma pessoa mais nova, pois tinha medo que os gostos e objetivos de vida pudessem ser diferentes, por causa da idade.

Mas foi durante um Carnaval que a artista acabou se encantando por Juan Nakamura.

O jovem de 22 anos se interessou pela atriz e decidiu chamá-la para sair. Erika Januza aceitou o convite do rapaz. Depois de um tempo, os pombinhos começaram o relacionamento.

Erika contou que estava se apaixonando por Juan, mas que ficou com medo de começar uma história de amor, por ele ser muito novo.

A atriz contou também que pensou em desistir de ter um romance com o rapaz, mas que, com o tempo, ele acabou a conquistando.

“A idade era o meu med0, mas ela nunca atrapalhou em nada, pelo contrário. Nós combinamos, gostamos das mesmas coisas“, explicou para a colunista Patrícia Kogut, do jornal O Globo.

A atriz contou que se impressionou com Juan, pois, apesar dele ser novo em idade, é muito maduro e responsável. Erika Januza falou que, hoje, percebe que os 14 anos de diferença não atrapalham em nada.

“No final das contas estamos aí, felizes da vida. Sempre me relacionei com homens mais velhos, mas isso é muito relativo. O Juan tem o mesmo temperamento que o meu. Os 14 anos de diferença não pesam. Pode ser que daqui a seis ou sete anos comecem a pesar“, pondera.

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário
Você pode gostar