Cantora Simone descobre doença ao realizar exames e poderá passar por procedimento sério

Matérias Oficiais(+10% Clicks) - Beatriz 08/05/2021 Relatar Quero comentar
 
Olá pessoal! 

Siga para saber todas as notícias e muito mais em primeira mão! Se gostou das notícias, não esquece de compartilhar com seu amigos.

Simone é casada com o piloto de avião Kaká Diniz (Salvador, 25 de junho de 1981), com quem tem um filho chamado Henry, nascido em 3 de agosto de 2014. 

Em 2020 a cantora foi diagnosticada com o novo coronavírus. O teste foi realizado por causa de uma viagem que ela faria em familia, para Espanha. Assintomatica, a cantora ficou isolada com sua familia durante os 15 dias orientados pela equipe médica.

Em fevereiro deste ano, nasceu a filha caçula da cantora Simone Mendes, dupla com a sertaneja Simaria.

A pequena, chamada de Zaya, chegou de presente como irmã para o primogênito da artista, o pequeno Henry, de seis anos de idade.

Zaya nasceu saudável nos Estados Unidos, onde Simone possui uma casa. A pequena é fruto do relacionamento da cantora sertaneja com o empresário Kaká Diniz, com quem a famosa está casada desde o ano de 2013.

Simone tem compartilhado com os fãs, sua rotina e falado a respeito de Zaya, que é a mais nova integrante da família. Recentemente, a sertaneja desabafou com os internautas expondo o sério problema de saúde que a acometeu.

Simone disse que depois que deu à luz Zaya, passou a sangr4r, o que já era esperado.

Mas segundo a cantora, o s4ngramen0 ficou muito intenso, além do normal. Então ela procurou um especialista para saber o que de fato estava acontecendo.

“Comecei a ficar preocupada. Chegando ao Brasil [ela deu à luz em Miami], procurei meu médico e, a princípio, foi passada uma medicação para que sangr4ment0 parasse. Assim foi feito. E não resolveu“, contou Simone, por meio de seu canal no Youtube. 

Após a realização de exames detalhados, Simone foi diagnosticada com adenomiose, um tipo de doença que sucede quando as células de revestimento do útero (endométrio) se incrustam nas fibras da parede uterina. 

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário
Você pode gostar