M0rre cantor muito querido e AMADO por todos, BATISTA não resistiu à Covid-19, “Descanse em paz”

Matérias Oficiais(+10% Clicks) - Beatriz 23/05/2021 Relatar Quero comentar
 
Olá pessoal! 

Siga para saber todas as notícias e muito mais em primeira mão! Se gostou das notícias, não esquece de compartilhar com seu amigos.

A COVID-19 afeta cada pessoa de formas diferentes. A maioria das pessoas infetadas desenvolve a doença com sintomas ligeiros a moderados e recupera sem necessidade de hospitalização.

As pessoas com sintomas ligeiros, mas de outra forma saudáveis, devem tratar-se em casa. Em média, uma pessoa infetada com o vírus demora 5-6 dias a manifestar sintomas. No entanto, pode demorar até 14 dias.

Mais uma notícia de óbito foi de encontro com todos os Brasileiros nestes últimos dias e, desta vez, quem partiu foi um grande cantor sertanejo, de apenas 33 anos, infelizmente, ele foi mais uma vítima da covid-19, este vírus maldito que está tirando a vida de muitas pessoas em todo o Brasil diariamente.

Tal vírus já levou tantas personalidades brasileiras conhecidas, como o humorista Paulo Gustavo, que após quase dois meses na UTI lutando contra tal infecção no seu trato respiratório acabou entrando em óbito.

E agora, este cantor sertanejo. De fato, o Brasil inteiro encontra-se de luto. Mais uma pessoa que teve seus sonhos interrompidos de maneira trágica.

E no último dia 20, aos 33 anos de idade, o cantor sertanejo Mikael Batista acabou entrando em óbito, em Aracaju. Ele era bastante conhecido e querido na região por todos, por conta de todas as músicas que ele cantava.

Mas infelizmente, não resistiu ao vírus da covid-19 e perdeu sua vida, deixando todos os fãs e familiares bem tristes.

Portanto, o Brasil todo espera que ele venha descansar em paz. No caso, ele e todas as pessoas que perderam suas vidas para tal vírus. Infelizmente, perder a vida para um vírus no qual já tem uma vacina, é algo bem triste.

Contudo, o que se espera do governo é que em breve todos os brasileiros já venham estar vacinados e que todos possam voltar ao famoso ‘novo normal’.

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário
Você pode gostar