Auxílio Emergencial: Paulo Guedes informa valores das novas parcelas que serão distribuídas em 2021; regras são esclarecidas

Matérias Oficiais(+10% Clicks) - Beatriz 10/03/2021 Relatar Quero comentar
 
Olá pessoal! 

Siga para saber todas as notícias e muito mais em primeira mão! Se gostou das notícias, não esquece de compartilhar com seu amigos.

Paulo Roberto Nunes Guedes GCRB • GOMM  é um economista brasileiro. Mestre e doutor pela Universidade de Chicago, foi professor da PUC-Rio e da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Foi um dos fundadores do Banco Pactual e de vários fundos de investimentos e empresas e também um dos fundadores do Ibmec, criado para ser um instituto de pesquisas sobre o mercado financeiro. É o atual ministro da Economia do Brasil.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou nesta segunda-feira os valores do auxílio emergencial em 2021. De acordo com o ministro, os valores irão depender da situação da família. Em média, o valor será de R$ 250.

Mães solo receberão R$ 375; homens que moram sozinhos, R$ 175; e casais, R$ 250. O ministro não esclareceu, porém, os casos de casais com filhos.

Em entrevista a jornalistas no Palácio do Planalto, Guedes ressaltou que a definição final dos valores será feita pelo Ministério da Cidadania. "Só fornecemos os parâmetros básicos", disse Guedes.

"(R$ 250) é a média, porque se for uma família monoparental dirigida por uma mulher é R$ 375. Se for um homem sozinho é R$ 175. Se for um casal, os dois, aí já são R$ 250. Nós só fornecemos os parâmetros. A decisão da amplitude é do Ministério da Cidadania", disse Guedes sem entrar em maiores detalhes.

O governo deve pagar pelo menos quatro parcelas. A expectativa é começar a transferência dos recursos ainda neste mês. Mas para isso é necessário que o Congresso aprove uma proposta que destrava o pagamento do benefício.

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário
Você pode gostar