Urgente: Ex- presidente Dilma Rousseff acaba de ser internada na UTI

Matérias Oficiais(+10% Clicks) - Beatriz 26/05/2021 Relatar Quero comentar
 
Olá pessoal! 

Siga para saber todas as notícias e muito mais em primeira mão! Se gostou das notícias, não esquece de compartilhar com seu amigos.

Em 31 de agosto de 2016, Dilma Rousseff perdeu o cargo de Presidente da República após três meses de tramitação do processo iniciado no Senado, que culminou com uma votação em plenário resultando em 61 votos a favor e 20 contra o impedimento. 

Dilma Vana Rousseff (Belo Horizonte, 14 de dezembro de 1947) já tem 73 anos. 

Na última segunda-feira, 24, a ex-presidente Dilma Rousseff começou a ter um mal estar durante a noite. Já na manhã desta segunda, a mesma precisou ser internada na UTI, em Porto Alegre no hospital Moinhos de Vento.

Nesse sentido, a informação foi passada pela rádio gaúcha. Assessoria de imprensa de Dilma confirmou que a mesma passou a sentir mal estar desde segunda.

“Ela está acompanhada pelo médico Paulo Caramori e deve ter alta ainda na manhã desta terça-feira, 25”, afirmou.

De modo que realizou exames no hospital, a suspeita é que se trata de AVC. No entanto, até o exato momento o hospital em que a mesma está internada ainda não se manifestou sobre o ocorrido.

Já no ano de 2010, Dilma Rousseff foi o nome escolhido pelo PT “partido dos trabalhadores” para disputar a corrida política contra José Serra (PSDB), onde venceu no segundo turno e se tornou A primeira mulher eleita ao cargo de chefe de estado e governo.

Por fim, no ano de 2014 disputou as eleições com o candidato Aécio Neves (PSDB) e embora acirrada, Dilma conseguiu a reeleição.

Contudo, dois anos após, a afastaram do cargo por vários dias e teve seu mandato cassado em agosto de 2016.

O que o governo Dilma fez pela educação?

O maior corte da última década ocorreu em 2015, durante o governo Dilma Rousseff (PT), quando foram bloqueados R$ 9,4 bilhões da educação.

Naquele mesmo ano, a então presidente lançou como slogan do governo o lema “Brasil, pátria educadora”.

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário
Você pode gostar