Enfermeiro, Vítima da Covid-19 fez pedido emocionante a mãe antes de ser entubado e m0rrer

Matérias Oficiais(+10% Clicks) - Beatriz 22/05/2021 Relatar Quero comentar
 
Olá pessoal! 

Siga para saber todas as notícias e muito mais em primeira mão! Se gostou das notícias, não esquece de compartilhar com seu amigos.

A doença por coronavírus (COVID-19) é uma doença infeciosa causada por um coronavírus descoberto recentemente. A maioria das pessoas que contraem a COVID-19 tem sintomas ligeiros a moderados e recupera sem necessitar de tratamento especial.

Qualquer pessoa pode ser infetada ao inspirar o vírus se estiver a uma grande proximidade de alguém com COVID-19 ou tocar numa superfície contaminada e, em seguida, nos olhos, no nariz ou na boca.

Klediston Kelps, tem 22 anos, formado em técnico de enfermagem, m0rreu em um último dia de sábado(25), poucos minutos antes de ser entubado, o jovem se despediu de toda a família, pois já sabia que não voltava da entubação.

No entanto, tão jovem e que deveria ser saudável, não resistiu ao vírus devastador. Klediston já fazia alguns meses que estava internado, ele deu entrada em junho de 2020, em um hospital à 239 km de distância do município de Cuiabá.

Entretanto, em julho de 2020 ele teve uma piora, seu caso se complicou e passou sete dias internos na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), após isso o jovem não resistiu e faleceu no dia 25 de julho.

Contudo, no mesmo dia da entubação o enfermeiro enviou uma mensagem de texto para a mãe, Elisângela da Silva, de 40 anos, o pedido que o jovem fez foi um adeus a família, ele pede para que em seu caixa tenha rosas brancas e só uma vermelha enfeitando.

“Eu perdi a coisa mais preciosa da minha vida. Ele era luz para mim e na hora que ele m0rreu, antes mesmo de saber, eu senti meu filho indo embora”, disse ela.

Todavia, sua dor maior foi não poder realizar o pedido do filho, já que estamos em tempo de pandemia e ele faleceu em decorrência da doença, pois não houve velório, como também, o sepultamento foi feito com o caixão lacrado, sem abertura.

De acordo com mãe, o filho queria seguir seus mesmos passos, ela é formada em técnica de enfermagem, e ele também, mas estava no último semestre de enfermagem e seu sonho seria continuar estudando até pegar um doutorado, infelizmente, foi interrompido.

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário
Você pode gostar