Chinesa de 22 anos perdeu sua vida repentinamente após trabalhar muito: "um excesso de trabalho." Veja quantas horas as pessoas trabalham em cada país!

Matérias Oficiais(+10% Clicks) - Beatriz 26/01/2021 Relatar Quero comentar
 
Olá pessoal! 

Siga para saber todas as notícias e muito mais em primeira mão! Se gostou das notícias, não esquece de compartilhar com seu amigos.

Você é um workaholic? Más notícias: não é mais só seu médico que vai brigar com você por virar a noite trabalhando – mas seu chefe, por incrível que pareça, também.

Segundo um novo estudo da City University, de Londres, exagerar no trabalho na verdade faz mal para a carreira.

Uma mulher de 22 anos faleceu repentinamente, depois de ter saído de um longo turno de trabalho na plataforma de e-commerce chinesa Pinduoduo.

Apesar de a empresa não ter divulgado uma causa oficial da m0rte – alega-se que a família não quis realizar um exame no corpo da jovem após o óbito –, fontes próximas a associam a um excesso de trabalho.

A mulher, identificada apenas pelo sobrenome, Zhang, trabalhava há apenas seis meses na empresa, e passava por um “ritual” conhecido – e louvado – na indústria local de tecnologia: turnos excessivos de trabalho.

No início de carreira, jovens profissionais chegam a trabalhar turnos de pelo menos 12 horas – às vezes mais – em regimes de trabalho de 6 dias por semana, com uma folga, apenas.

Grandes executivos do país, como o bilionário Jack Ma, fundador da Alibaba, chegaram a dizer que esse tipo de prática é uma “bênção”.

Segundo relatos, Zhang caminhava do trabalho para casa, à 1:30 da manhã, quando colocou a mão no estômago e caiu repentinamente.

Paramédicos tentaram socorrê-la por seis horas seguidas, mas não conseguiram, e ela faleceu.

Quantas horas as pessoas trabalham em cada país

Holanda: Horas de trabalho por semana: 39,1

Suécia: Horas de trabalho por semana: 39,7

Romênia: Horas de trabalho por semana: 40,4

França: Horas de trabalho por semana: 40,5

Alemanha: Horas de trabalho por semana: 40,8

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário
Você pode gostar