Alerta aos pais: De acordo com os pesquisadores, crianças podem transmitir a covid-19 até 60% mais que adultos.

Matérias Oficiais(+10% Clicks) - Beatriz 02/02/2021 Relatar Quero comentar
 
Olá pessoal! 

Siga para saber todas as notícias e muito mais em primeira mão! Se gostou das notícias, não esquece de compartilhar com seu amigos.

COVID-19 é uma doença infeciosa. Os sintomas mais comuns são febre, tosse seca e cansaço.

Entre outros sintomas menos comuns estão dores musculares, dor de garganta, dor de cabeça, congestão nasal, conjuntivite, perda do olfato e do paladar e erupções cutâneas.

Cerca de 80% das infeções confirmadas têm sintomas ligeiros de COVID-19 ou são assintomáticos, e a maioria recupera sem sequelas.

Os casos mais graves podem evoluir para pneumonia grave com insuficiência respiratória grave, septicémia, falência de vários órgãos.

A pandemia do novo coronavírus é cruel e não escolhe as vítimas, mas sabe-se que alguns grupos estão mais vulneráveis do que outros.

Muitas pessoas, por exemplo, não se preocupam tanto com o contágio em crianças, já que trata-se de um grupo que raramente evolui para casos graves.

A postura é problemática e pode oferecer grandes riscos, conforme mostra uma pesquisa da Universidade da Flórida.

De acordo com os pesquisadores, crianças podem transmitir a covid-19 até 60% mais que adultos.

A explicação é mais simples do que parece, e também bastante lógica. Crianças acabam se tornando vetores do vírus porque os adultos, em geral, abaixam a guarda nos cuidados de prevenção em relação a elas.

Pais, avós, tios e amigos, em geral, não se limitam tanto no contato físico com os pequenos quanto com outros adultos.

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário
Você pode gostar