Filho leva todos às lágrimas ao realizar sonho da mãe com esclerose dançando com ela em seu casamento

Matérias Oficiais(+10% Clicks) - Beatriz 23/06/2021 Relatar Quero comentar
 
Olá pessoal! 

Siga para saber todas as notícias e muito mais em primeira mão! Se gostou das notícias, não esquece de compartilhar com seu amigos.

O amor de mãe é o que mais se aproxima do amor de Deus, consequentemente, a dor de mãe é a dor que mais se aproxima da dor do filho. 

Penso que Maria sentiu a pior dor que se possa ter: a dor onde você sofre por não poder sofrer no lugar de alguém que amamos muito.

Poetas, compositores e escritores já disseram, de diferentes formas, que imagens dizem mais do que palavras. Pois esse é o caso da senhora Hightower, mãe de Scooter Hightower.

A mulher foi diagnosticada com esclerose quando a filha estava grávida e seu filho noivo.

Ciente que a situação da mesma só iria piorar, já que a doença é degenerativa, ela disse que seus últimos desejos em vida era de dançar com Scooter no dia do seu casamento, e ver sua neta nascer.

Tudo, infelizmente, aconteceu muito rápido para a família. Meses após o diagnóstico, Scooter se casou e realizou o sonho da mãe.

Com a ajuda de seu pai, ele levantou a mãe da cadeira de rodas e eles dançaram por cerca de 30 segundos a canção Mothers, de Thomas Finchum.

O momento gerou grande comoção dos presentes, que não seguraram as lágrimas diante da cena.

A mãe de Scooter já não conseguia se movimentar sozinha, e nem mesmo o rosto ela podia mexer livremente, mas podia sentir cada emoção de seu sonho sendo realizado.

Assim que Scooter sentou sua mãe de volta na cadeira de rodas, seus irmãos rodearam a matriarca em um momento marcante para a família e para todos que viram a cena.

Após a dança ao som de Mothers, Scooter colocou a mãe novamente na cadeira de rodas.

Scooter ficou muito feliz com a repercussão do caso, que virou manchete em muitos países, pois isso fez com que cada vez mais pessoas se conscientizem sobre o que é a esclerose e como ela deixa o paciente debilitado.

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário
Você pode gostar